Como fazer PPRA e para que serve?

Compartilhe com os amigos

Como fazer PPRA e para que serve?

Através deste artigo, saiba como fazer o PPRA e saiba sua importância para as empresas

Em algum momento você deve ter escutado sobre o PPRA. Mas, para aqueles não tão familiarizados com a sigla, fique tranquilo, ao final da leitura você saberá como fazer e para que serve. PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais) nada mais é um programa de prevenção exigido pela Norma Regulamentadora 9, ou somente NR 9.

O PPRA é basicamente um programa de prevenção à saúde do trabalhador. Isto é, uma norma que visa manter o ambiente da empresa mais seguro, de modo a assegurar o bem-estar de todos. Esse programa prevê a prevenção dos riscos físicos, químicos e também biológicos no ambiente laboral.

É sempre importante lembrar que o PPRA é obrigatório para todas as empresas, independentemente do número de funcionários, área de atuação e (ou) grau de risco envolvido no trabalho realizado. Além disso, o PPRA é um programa que exige certa periodicidade.

Ou seja, não é um trabalho que, ao ser finalizado, acaba de fato. Pode haver mudanças na estrutura da empresa, nos riscos expostos aos trabalhadores, no quadro de funcionários, que exigem, assim, um programa atualizado.

Geralmente é feito todo ano; sujeito, claro, a revisões.

Agora que sabe o que é PPRA e para que serve, você está pronto para saber como realizá-lo. A melhor forma, nesse caso, é com o auxílio de um profissional: um especialista em engenharia de segurança e medicina do trabalho (SESMT).

Como fazer o PPRA?

Pode parecer um pouco complicado essa pergunta. Mas fazer o PPRA é necessário experiência, conhecimento e técnicas de higiene ocupacional.

Como fazer PPRA

Como dito, para aqueles que não sabem como fazer o PPRA, a resposta está no engenheiro de segurança do trabalho. Ele é o profissional que dará todo o suporte durante toda a elaboração do programa. Contudo, não para por aí.

O engenheiro de segurança do trabalho, de modo geral, realiza todo o acompanhamento da sua empresa, criando métodos de prevenção e tomadas de ações. Elas visam diminuir os riscos à saúde e bem-estar dos colaboradores dentro do ambiente de trabalho.

Portanto, é através desse engenheiro de segurança do trabalho que será feita a elaboração do PPRA. Basicamente, todo o trabalho de ajuste às normas e leis regulamentadoras será feito por ele.  Não à toa, cada vez mais empresas pedem consultoria especializada para a elaboração do PPRA.

Para que serve o PPRA?

O Programa de Prevenção de Riscos Ambientais serve manter o ambiente da empresa seguro, longe de risco à saúde e bem-estar dos colaboradores.

É importante realizar o PPRA não só por ser obrigatório, mas porque ele oferece muitas vantagens às empresas. Muito provavelmente você deve estar se questionando agora: “que tipo de benefícios esse PPRA pode oferecer?”. Fique tranquilo, explicaremos.

Ao criar um programa de precaução de riscos, proporcionará a prevenção de acidentes dentro do ambiente de trabalho. Ou seja, há menos gastos. Tanto do processo produtivo, quanto com funcionário afastado.

Um funcionário longe do serviço é, sem dúvida, uma grande perda para qualquer empresa, sobretudo porque isso pode comprometer o andamento de cronogramas ou até mesmo o andamento da produção.

Além disso, o PPRA evita autuações relacionadas ao não cumprimento das normas e leis. Ou seja, previne multas por itens descumprido.

Se não há danos à saúde do trabalhador, não há, também, processos trabalhistas para a empresa. Exatamente por essas razões que o PPRA é tão vital para toda e qualquer empresa.

Estrutura de um documento PPRA

A NR 9 recomenda uma estrutura mínima para a realização do PPRA. Nesse caso, o documento deve conter:

  • Um planejamento anual, com descrição das metas, das prioridades para o ano e um cronograma de atividades;
  • Deve descrever a metodologia de ação e as estratégias que serão utilizadas para o alcance das metas;
  • Deve indicar a forma de registro, manutenção e divulgação dos dados além de indicar a frequência e a forma de avaliação.

Mantenha sua empresa saudável

Então, agora que você já sabe como fazer PPRA e também proceder para se adaptar à NR 9, não tenha mais preocupações. Manter seu negócio de acordo com as normas e leis em vigência é essencial para continuar crescendo no âmbito profissional. Afinal, ninguém vai querer mais dores de cabeças, não é mesmo?

Leia também nosso artigo sobre Medicina do Trabalho.

Conteúdo desenvolvido pela Agência Sense

 


Compartilhe com os amigos

Deixe seu comentário, ele é importante!

3 comentários em “Como fazer PPRA e para que serve?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *